Bolsonaro visita Taj Mahal em último dia de agenda na Índia

No sábado (25), Brasil e Índia assinaram 15 atos para aumentar a cooperação bilateral

Durante duas horas da tarde desta segunda-feira (27), o Taj Mahal, principal monumento da Índia, esteve fechado aos turistas para receber a visita do presidente Jair Bolsonaro. Acompanhado de sua comitiva, Bolsonaro passeou pelo conjunto arquitetônico e conheceu mais sobre a história da edificação que é patrimônio da humanidade e uma das sete maravilhas do mundo moderno.

A passagem pelo ícone indiano na cidade de Agra encerrou a visita de Estado do presidente brasileiro à Índia. Durante quatro dias, Bolsonaro cumpriu agenda de compromissos que culminou na sua participação como convidado de honra nas celebrações do Dia da República do país, nesse domingo (26), o que reflete a importância atribuída ao relacionamento bilateral.

Também como demonstração da aproximação entre os dois países, foram assinados 15 atos, entre acordos de cooperação e memorandos de entendimento em diversas áreas. Esse é o primeiro passo para alcançar a meta, estipulada pelos líderes dos dois países, de US$ 15 bilhões no comércio bilateral até 2022.

Além da assinatura dos atos, os dois governos adotaram o Plano de Ação para Fortalecer a Parceria Estratégica entre o Brasil e a Índia, que define ações em esferas como investimentos; agricultura; aviação civil;, energia; ciência, tecnologia e inovação; defesa e segurança; cultura e educação; entre outras.

Confira o comunicado conjunto Brasil-Índia

Bolsonaro e o governo da Índia também reiteraram apoio mútuo à aspiração de seus países a assento permanente em um Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) ampliado.

Durante a visita, o presidente também participou do seminário empresarial Brasil-Índia, em que, junto a ministros e empresários brasileiros, discutiu oportunidades de investimentos em infraestrutura nas áreas de transportes, mineração, energia, petróleo e gás natural. Tanto no encontro com empresários indianos quanto em jantar com representantes do governo do país asiático, Bolsonaro deixou a mensagem de que o Brasil está comprometido com as mudanças necessárias para retomar o crescimento econômico e fomentar o comércio exterior e as relações internacionais.

Jornal de Parnamirim

Notícia anterior

Polícia Civil prende suspeito de porte ilegal de arma de fogo em Parnamirim

Próxima notícia

Centro Cultural é aberto oficialmente para visitação do público

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *