CORONEL AZEVEDO REPERCUTE CONFRONTO COM POLICIAIS EM SOBRAL

Em pronunciamento durante a sessão plenária desta quinta-feira (20), na Assembleia Legislativa, o deputado Coronel Azevedo (PSC) repercutiu e lamentou o fato ocorrido ontem (19) em Sobral, no Ceará, durante manifestação promovida por policiais militares, que reivindicavam ajuste salarial. O parlamentar se solidarizou com a categoria militar e criticou a atitude do senador Cid Gomes.

“Uma atitude inconsequente e irresponsável dele em atentar com um trator contra os manifestantes. Pior ainda é ter convocado servidores públicos de Sobral para participarem desse ato que poderia ter terminado em várias mortes. A reação em defesa das famílias da unidade militar foi grave sim, como gravíssima foi a atitude do senador. Nestes momentos de alta tensão é preciso que se atue com calma para contornar a crise e não com tamanha truculência”, disse Azevedo.

De acordo com ele, a Polícia Militar do Estado do Ceará “está há seis anos sem reajuste salarial”, ressaltou o deputado sugerindo que o governo cearense se reúna pacificamente com os agentes em busca de solucionar o impasse.

Na oportunidade, Coronel Azevedo cobrou do Governo do Rio Grande do Norte o pagamento das promoções dos militares estaduais. Segundo ele, a governadora Fátima Bezerra (PT) promoveu os “praças”, mas alega calamidade financeira do Estado para justificar o não pagamento aos agentes.

“Só existe calamidade financeira contra os pobres? Pois os procuradores ganharam vultuosos aumentos e seus salários foram implantados. O que a governadora tem contra os militares? Espero que ela reveja a sua posição e pague à categoria aquilo que eles têm direto a receber”, questionou Coronel Azevedo.

 

Jornal de Parnamirim

Notícia anterior

Prefeitura decreta ponto facultativo no período de carnaval

Próxima notícia

Habitação: Governo assina decreto para programa que beneficia servidores

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *