Governo apoia realização do 3º Encontro Nacional Mulherio das Letras

O Rio Grande do Norte é sede do 3º Encontro Nacional Mulherio das Letras. A abertura oficial ocorreu na manhã desta sexta-feira (01) e o evento transcorrerá até domingo (03), nas instalações da Cidade da Criança, no bairro do Tirol, em Natal. A entrada no parque tem o valor simbólico de R$ 1. O encontro reúne escritoras, produtoras culturais, pesquisadoras em literatura e nas áreas de defesa da mulher e sua diversidade de todo o país. Nos três dias, haverá feirinhas de artesanato, mostras e exposições de livros e artes visuais.

Na abertura do Encontro, a governadora Fátima Bezerra destacou a importância do evento para a difusão da cultura da paz através da leitura e da importância da biblioteca. “A gente precisa cada vez mais difundir a cultura da democracia e da não violência. É com imensa alegria que recebemos o Congresso, principalmente quando o Rio Grande do Norte tem o protagonismo na participação das mulheres em várias áreas como, na política, com o direito ao voto e na eleição da primeira parlamentar, assim como na produção cultural com Nísia Floresta, Dona Militana, Zila Mamede, Risolete Fernandes e na política, como Divaneide Basílio, que hoje exerce mandato de vereadora em Natal”.

Fátima Bezerra lembrou que o RN é o único Estado no país governado por uma mulher e este fato é “um simbolismo para o encontro nacional que promove não apenas a produção literária – o que é muito importante – mas também a  defesa da liberdade e da educação. É um movimento cultural maravilhoso. Serão três dias muito agradáveis, um alimento para a alma, para a defesa da democracia, do combate ao ódio, ao autoritarismo. Pela difusão da cultura de paz, da responsabilidade e da igualdade. Que o RN seja o território livre da poesia”, declarou a Governadora.

A organizadora do Mulherio da Letras no RN, Rejane de Souza, disse que o movimento é construído coletivamente e agrega mulheres favorecendo a produção cultural e a inserção social. Maria Valéria Resende, organizadora nacional do Mulherio das Letras, explicou que o movimento reúne mulheres que lutam por uma sociedade melhor e mais participativa. “Reunimos mulheres para construir a nova era com conhecimento, democracia e liberdade”. Maria Valéria é vencedora do prêmio Jabuti, nascida em Santos (SP) e radicada na Paraíba, ela é autora de “O voo da Guará Vermelha”, publicado também em Portugal, na França e na Espanha.

Na abertura do encontro, a governadora esteve acompanhada das secretárias de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (SEMJIDH), Armelli Brennand; secretária adjunta da Educação, Márcia Gurgel; e o presidente da Fundação José Augusto, Crispiniano Neto. Também participaram do evento o senador Jean Paul Prates; a representante do mandato da deputada federal Natália Bonavides, Márcia Mello; a vereadora Divaneide Basílio; e a vice-prefeita do município de Nísia Floresta, Hallina Dantas.

PROGRAMAÇÃO

SEXTA

ESPAÇO LIVRE: Intervenções dos Coletivos do Mulherio Nacional

15h às 17h: programação paralela – espaço para crianças

A literatura infantil em foco: rodas de conversas entre escritoras e performances dos livros de literatura infanto-juvenil.

Roda de conversa com contadoras de histórias sob a coordenação da Profª. da UnB Ângela Café.

Participação do Projeto Rio De Leitura – Organização: Angélica Vitalino e Gilvania Machado – Biblioteca da Cidade da Criança

Recitais e Cirandas e intervenções poéticas dos Coletivos.

SÁBADO

8h às 9h: apresentação cultural

Apresentação do Mulherio das Letras do Ceará – Mediação Patrícia Cacau – Biblioteca da Cidade da Criança

9h às 10h: mesa de diálogos: “Precisamos falar sobre feminicídio” no contexto da obra Garotas Mortas, de Selva Almada.

10h às 12h: Rodas de diálogos simultâneos com temáticas próprias. “Literatura, negritudes e intelectualidade: saberes transgressores” – Mediadora: Kapitu Nascimento/ RJ.

“Poesia Marginal e Slams e o Protagonismo das Minorias” – Mediadora: Jeovânia Pinheiro.

“Os Coletivos de Mulheres e suas formas de resistir” – Mediadora: Flauzineide Moura (Presidente da ALAMP) e Maíra Dal’maz (Leia Mulheres/Natal).

“As resistentes mulheres indígenas”. Mediadora: Tânia Lima (UFRN) 13h30 às 14h30: Peça “Ventre de Ostra”, com a atriz Luana Venceslau – Empoderamento. Visibilidade da Mulher no cenário da Dramaturgia – Produção e Autoria: Junior Dalberto. Mediação: Carla Alves.

14h40 às 15h30 – Lançamentos de livros e coletâneas

Livros:

– 3ª Coletânea de Poesias e Prosas: Sou Mulher, Logo Existo!

Amor, Liberdade, Luta e Resistência – Organizadora: Vanessa Ratton – SP – III Encontro Nacional do Mulherio das Letras no RN. SELO: Mulherio das Letras.

– Emancipação Política da Mulher Potiguar de Maria Bezerra – Selo: Amigos da Pinacoteca. COLETÂNEA POETRIX – Editora Aila Mag – CE

– NOVELA: Cercas de Pedra – Escritora Jeanne Araújo/ RN

– O LIVRO DAS MARIAS– Organizadora: escritora Jeovania Pinheiro – PB

– BIOGRAFIA MARIA QUEIROZ BAÍA – exemplo de superação e de luta contra o preconceito. Escritora: Lúcia Eneida – Editora

Offset

– “A mulher e o livro” – Escritora e Editora Ester Alcântara (BA) – Editora Carpe Librum

– Livro de Contos – “Tempo de liberdade” –Escritora Maria Delboni – UFMG

14h às 15h: Cirandas – Mediação Dorinha Timóteo

15h às 17h: oficinas paralelas

– Oficina Criativa – Civone Medeiros -RN

– Poesia, Minimalismo e Poetrix– Escritora Aila Mag – CE

– Todo mundo faz Teatro em sete minutos! – Escritora e editora Vanessa Ratton – SP

– Fanzine Caleidoscópica – Escritora Gilvânia Machado -RN

– Oficina: Festa da Palavra – organização: Patrícia Vasconcelos e Gabriela Vasconcelos – Recife – PE

16h às 17h: Lançamento da Folha Poética do Mulherio – Curadoria Carla Alves

DOMINGO

8h às 9h: Curta-metragem: ‘Indecifráveis’ – Produção audiovisual de Nathalie Alves

10h às 11h: Espaço das cordelistas – Mediadora: Rosa Régis – Saraus – Biblioteca da Cidade da Criança.

11h às 12h: Lançamentos de livros e coletâneas – Auditório 1

– COLEÇÃO MULHERIO –17 livros de bolso individuais, sem temática específica. Karine Silva Oliveira (Karine Bassi) – Belo Horizonte/MG – Organizadora.

– LIÇÕES DE MARIA: O livro faz referência às mulheres e ao seu acordar interior, ao seu despertar. Escritora Maria de Fátima de Araújo Telles – Fortaleza – CE

– DO CASULO À BORBOLETA– “A Poesia da Resiliência e da Autoformação Humana; Do Casulo à Borboleta” – Escritora e poeta Eva Potiguar. Selo Literarte.

– ENSAIOS SOBRE A OBRA DE MARIA TERESA HORTA: o sentido primeiro das coisas – Organização: Conceição Flores – Selo: Escribas

– SARAU DAS MINAS – Gessyka – POETAS E CORDELISTAS

11h30 às 12h30: RODAS DE DIÁLOGOS –

– “Poesia, Menopausa e Sororidade: o desafio da maturidade” – Mediadora: Maria Teresa Moreira

– “A cultura do vídeo e novas formas de divulgação da escrita de mulheres” – Mediadora: Valesca Asfora (Moenda Arte e Cultura/PB)

– “A literatura potiguar feminina: vozes de resistência” – Mediadora: Eliete Marry/RN.

– “Mercado editorial/cultural e cadeia produtiva independente da produção literária feminina: avanços e desafios” – Mediadora: Anna Karine (Selo Editorial Aliás/CE).

14h30 às 15h40: Avaliação do encontro e indicativo da plenária sobre o IV Encontro Nacional do Mulherio das Letras.

16h00: Cantoras Maira Soares e Rosa de Pedra, na Concha Acústica.

Jornal de Parnamirim

Notícia anterior

PROJETO DE LEI DE ALBERT DICKSON PROÍBE PULVERIZAÇÃO AÉREA DE AGROTÓXICOS

Próxima notícia

Polícia Civil do RN participa de operação nacional contra pirataria digital

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *