Internos do sistema prisional do RN iniciam curso de formação profissional

A Secretaria da Administração Penitenciária (SEAP) avança em ações que levam educação ao sistema prisional do Rio Grande do Norte. Esta semana, 14 pessoas privadas de liberdade iniciaram cursos de educação profissional e tecnológica através da modalidade ensino à distância (EAD). As aulas de produção comercial de peixes e programador de sistemas acontecem nos espaços equipados pela SEAP nas unidades prisionais, como forma de expandir as oportunidades que essas pessoas buscam no processo de integração social.

Os cursos são oferecidos pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) por meio da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ) e pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), como parte do programa Novos Caminhos do Ministério da Educação (MEC), a partir de editais públicos e com acesso a qualquer cidadão.

No edital da UFRN, foram aprovados seis internas do Complexo Penal João Chaves Feminino, em Natal, quarto internos da Cadeia Pública de Caraúbas e dois da Penitenciária Estadual do Seridó, em Caicó, todos no curso Produção Comercial de Peixes (Piscicultura). Também foram aprovados dois internos da unidade de Caicó para o curso de Programador de Sistemas e Programador Web pelo IFRN.

Segundo a diretora do Departamento de Promoção à Cidadania (DPC) da SEAP, a policial penal Alcineia Rodrigues, as aulas acontecem numa plataforma digital da própria instituição de ensino e são acompanhadas pelos policiais penais das unidades. “A SEAP disponibilizou os computadores para esses internos usarem exclusivamente nas aulas”, disse. O DPC é o setor responsável pelos programas na área de educação e trabalho no sistema prisional.

O programa Novos Caminhos compõe um conjunto de ações para o fortalecimento da política de Educação Profissional e Tecnológica, em apoio às redes e instituições de ensino, no planejamento da oferta de cursos alinhada às demandas do setor produtivo e na incorporação das transformações produzidas pelos processos de inovação tecnológica.

NÍVEL SUPERIOR

Dez internos do sistema prisional estão matriculados no Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental, modalidade Educação a Distância (EAD) para pessoas privadas de liberdade, ministrado pelo IFRN através de acordo de cooperação com a SEAP. São cinco internos da Penitenciária do Seridó e cinco para o Complexo Penal Agrícola Dr. Mário Negócio, em Mossoró. Este ano, dois apenados da Mário Negócio estão concluindo a graduação no Curso de Gestão Ambiental. Neste mesmo edital foram inscritos egressos do sistema prisional.

Jornal de Parnamirim

Notícia anterior

Orquestra Sinfônica do RN homenageia Cultura Popular na próxima terça-feira(25)

Próxima notícia

Caern oferece pagamento da fatura com cartão de crédito e auxílio emergencial

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *