Polícia Civil realiza mais uma fase da Operação “Pacto pela Vida” em Natal

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte, por meio de policiais civis que integram à Diretoria de Polícia Civil da Grande Natal (DPGRAN), realizou, das 10 às 22h desta quarta-feira (05), mais uma etapa da operação “Pacto Pela Vida”. O intuito foi fiscalizar o cumprimento dos decretos estaduais em vigor e orientar medidas que visam evitar a disseminação do coronavírus (covid-19). Além disso, foram intensificadas as orientações acerca da proibição das aglomerações e da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção. Ao longo da operação, foram realizadas autuações pelo Corpo de Bombeiros.

Durante a manhã, as diligências tiveram início na sede do Corpo de Bombeiros, saindo em patrulhamento direcionado ao bairro do Alecrim e, na Av. Alexandrino de Alencar, os policiais se deparam com uma grande aglomeração em frente ao escritório da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern). Dessa forma, foi realizada a autuação pelo Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Proncon) da empresa “Logos”, responsável pelo atendimento ao público. Na ocasião, também foram esclarecidas determinadas orientações necessárias, quanto ao distanciamento social, às pessoas que estavam na fila esperando o atendimento.

No período da tarde, os policiais civis realizaram as ações no bairro Nossa Senhora da Apresentação, na Zona Norte de Natal. Na oportunidade, fiscalizaram o supermercado Favorito, que recebeu autuação pelo Procon, em razão de descumprimento aos decretos estaduais. Posteriormente, se deslocaram ao Shopping Midway Mall e ao Supermercado Extra, que também foi autuado pelo mesmo motivo. Além disso, os policiais civis visitaram uma academia localizada no último andar do shopping. As diligências foram encerradas no bairro de Candelária, onde foram feitas fiscalizações de bares.

Segundo a delegada-geral, Ana Cláudia Saraiva, a Polícia Civil está trabalhando em conjunto com outros órgãos para preservar a vida das pessoas, para que elas não sejam contaminadas e que os responsáveis pelos descumprimentos sejam devidamente identificados. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Jornal de Parnamirim

Notícia anterior

Receitas com massa de cerveja que vão do aperitivo à sobremesa

Próxima notícia

Governo do RN e prefeitura inauguram Hospital de campanha em São Gonçalo

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.