Só 12% dos eleitores não votariam nem em Lula nem em Bolsonaro

Equivale a 17,7 milhões de votos

Polarização PT-Bolsonaro é forte

Ainda não há nome viável na 3ª via

O presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula são os mais bem colocados nas pesquisas eleitorais que simulam o cenário da disputa presidencial de 2022 Sérgio Lima/Poder360

Na pesquisa PoderData divulgada na última 5ª feira (17.mar) simulando o 1º turno da eleição presidencial 2022, Lula tem 34%. Bolsonaro, 30%. Quando se cruza a intenção de voto com a rejeição, descobre-se que 12% dos eleitores (17,7 milhões de brasileiros) não querem votar nem no petista nem no atual presidente.

Eis os dados:

Receba a newsletter do Poder360

Pelos dados do PoderData, é possível averiguar como votam esses 12% que dizem rejeitar tanto Lula como Bolsonaro. Segundo a pesquisa, 17% votariam em Sergio Moro (sem partido). João Amoêdo (Novo) e Luciano Huck (sem partido) têm a preferência de 10% cada. João Doria (PSDB) atrai 9% dos que rejeitam o petista e o presidente.

METODOLOGIA

A pesquisa foi realizada pela divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Foram 3.500 entrevistas em 545 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 1,8 ponto percentual. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

Para chegar a 3.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.

Leia a íntegra do relatório da pesquisa.

ANÁLISE

Nos últimos dias surgiram análises do tipo “nem Lula, nem Bolsonaro” em setores do establishment e da mídia. Pelo que mostram os dados do PoderData, esse sentimento ainda está longe de ter alguma tração significativa entre os eleitores. Só 12% estão nessa “vibe” que busca uma 3ª via para a disputa do Palácio do Planalto em 2022.

Por pior que esteja o país em meio à pandemia, crise econômica e incerteza sobre o futuro, ainda não apareceu nenhuma personagem capaz de furar a polarização entre Bolsonaro e Lula.

As centenas de empresários, banqueiros, operadores do mercado e ex-autoridades que assinaram uma carta prolixa sobre a atual conjuntura ensaiaram o “nem Lula, nem Bolsonaro”. Mas disseram isso de maneira oblíqua, sem assertividade. Estão com uma lanterna na mão procurando um nome. Esse nome ainda não existe.

Poder360

 

Jornal de Parnamirim

Notícia anterior

Marcelo Queiroga é nomeado ministro da Saúde

Próxima notícia

Instituto Metrópole Digital(IMD/UFRN) abre 100 vagas para curso gratuito sobre redes de celulares 5G

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *